BLOGPOLÍTICA

Bolsonaro; Nosso Presidente

Pela primeira vez um presidente fora do jogo de poder é eleito

Jair Bolsonaro; Nosso Presidente

A pouco mais de uma semana elegemos Jair Messias Bolsonaro o Presidente da República Brasileira, uma guerra foi travada para tentar tira-lo da corrida eleitoral. Ele foi caluniado, mentiras foram contadas, depoimentos inventados, e até deram-lhe uma facada.

Bolsonaro se elege com 55,13% dos votos válidos

Para à alegria dos eleitores de Bolsonaro, o futuro Presidente assumirá no dia 1 de janeiro de 2019. Jair Bolsonaro recebeu 55,13% (57.797.847) de votos válidos contra 44,87% (47.040.906) de votos válidos de seu oponente Fernando Haddad.

Na totalidade dos votos,  (os que compareceram) 115.933.451 eleitores participaram do pleito eleitoral no segundo turno; somam-se os brancos e nulos 11.094.698 votos; logo percebe-se, que somando brancos e nulos ultrapassariam os votos válidos recebidos por Bolsonaro. A diferença entre Bolsonaro e Haddad atinge a 10.756.941 votos válidos.

Registrou-se aumento de eleitores que não compareceram à urna para o segundo turno

Não obstante, de acordo com TSE (Tribunal Superior Eleitoral) o segundo turno registrou ainda 21,3% (31.371.704) de abstenções, índice superior ao primeiro turno; atingindo 20,33% (29.941.171) de abstenções. (1.431.109 (0,97%) a mais de abstenções)

Toda esta matemática deve ser levada em conta por Bolsonaro, pois agora ele é Presidente de todos os Brasileiros, incluindo aqueles que não votaram nele, como aqueles que votaram brancos e nulos, e por fim também daqueles que se abstiveram de seu voto.

Porquê Bolsonaro causa arrepios na velha Política?

As mudanças que o futuro Presidente pretende realizar, vem causando medos e arrepios de seus opositores, possivelmente devido a um real benefício aos Brasileiros, –a esperança está no horizonte da nação. Aqueles que ficaram no poder até hoje, estão aterrorizados e chocados pela possível exposição de sua incompetência e de seu comprometimento da causa própria.

Bolsonaro disse em campanha e tem confirmado durante esta última semana que irá expor itens nebulosos, como a “Caixa-Preta”do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento), que a muito tempo vem causando aos Brasileiros uma certa estranheza, como os empréstimos a nações de viés políticos duvidosos; bem como rever a educação nacional que tende aos ideais Socialistas/Marxistas de Paulo Freire.

Outras intenções de Bolsonaro é reduzir o número de senadores e deputados; reduzir consideravelmente o números de ministérios que atualmente é de 26 para 15, ou 16; rever questões do desarmamento, redução da maioridade penal, excludente de licitude para policiais e população, dentre outros. Promete também retroceder com à antiga matriz populista, responsável pelo desemprego, inflação, falência da indústria e total desajuste nas contas públicas. –A luta será árdua!

Exemplo de populismo nas administrações passadas, foram as medidas tomadas pela Ex-presidente impeachmada Dilma Rouseff, onde sob suas ações tiveram resultados catastróficos que culminaram em sua retirada do poder.

fonte: O Antagonista

A Imprensa é mal-intencionada ou maliciosa?

Em entrevista ao Jornal Nacional, o futuro presidente questionado pelo entrevistador fez menção a Folha de S.Paulo, lembrando o caso onde o jornal o acusou de possuir uma servidora fantasma que venderia açai em Angra dos Reis RJ.

“Por sí só, esse jornal se acabou” em resposta ao apresentador Willian Bonner da Rede Globo de Televisão, Bolsonaro continua e dá a entender que irá rever a questão da propaganda oficial do governo, que se aplica ao jornal, “Sou totalmente favorável à liberdade de imprensa” contudo, disse que há questão da propaganda oficial de governo, “que é outra coisa”, respondeu Bolsonaro.

Outro fato interessante, mas não mencionado por Bolsonaro, mas lembrado nas redes sociais, foi o suposto esquema em que o político usaria o Watsapp, patrocinada por empresários a custos milionários, citando até o nome de Luciano Hang, proprietário da Havan, como participante do esquema.

Parece que a Grande Mídia em geral, tenta manipular e esmagar a verdade, enganando a população. Fato este que inspirou este portal a expressar suas opiniões em seus periódicos.

Não conte com o velho modelo de imprensa para saber da verdade

Editoriais mal-intencionados e que não apresentam verdades, como o caso do Watsapp, levando em conta que até hoje a Folha de S.Paulo não apresentou nenhuma prova, –Poderiam ter prejudicado a candidatura de Bolsonaro; mas a Grande Mídia já em descredito foi vencida pelas Rede Sociais, que foram decisivas para a elucidação do caso, e o consagrando vitorioso do pleito eleitoral para Presidente da República.

Pense bem de como a propaganda governamental pode ter um protagonismo ideológico na Grande Mídia. Jornalistas “amigos”  falam bem do governo, protegem seus interesses e enganam a população.

Bolsonaro será um bom presidente?

Ainda não temos esta resposta, mas a maioria dos Brasileiros estão esperançosos com as transformações que o futuro Presidente trará para o país, exemplo disso são os cinco ministros confirmados até o momento; são eles:

  1. Casa Civil: Onyx Lorenzoni, Médico Veterinário, 64 anos, está no quarto mandato consecutivo como Deputado Federal, em 2016, foi o relator na Câmara do pacote de medidas de combate contra corrupção;
  2. Economia: Paulo Guedes, Economista, 69 anos, será uns dos principais nomes do governo. Com perfil liberal ele defende a menor participação do Estado na economia;
  3. Defesa: General Heleno, Militar, 71 anos, liderou a missão de paz das Nações Unidas no Haiti, também foi comandante militar da Amazônia e chefiou o Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército.
  4. Ciência e Tecnologia: Marcos Pontes, Tenente Coronel da Força Aérea Brasileira, 55 anos, foi o primeiro e único astronauta Brasileiro, a ir ao espaço, tendo trabalhado por vários anos na NASA.
  5. Justiça e Segurança: Sergio Moro, Juiz Federal, 46 anos, principal Juiz da Operação Lava-Jato, comanda à 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba, e é notório na condenação do Ex-presidente Lula.

Bolsonaro recebeu varias criticas pelas escolhas de seus ministros, que diga-se de passagem, são todos bem qualificados e possuem exemplar carreira, muito diferente do que até hoje foi feito nos governos anteriores, com escolhas politicas e não técnicas.

“Se eles estão reclamando é porque fiz a coisa certa”

Após a confirmação de que Sergio Moro será o Ministério da Justiça, Bolsonaro em entrevista afirmou, “Se eles [PT] estão reclamando é porque eu fiz a coisa certa”

Por fim é aguardar novidades, e ficar de olho no futuro do país, não deixemos nunca mais assuntos políticos de lado. Vamos juntos transformar nosso País!

Deixe seu comentário